HISTÓRIA

Fundada em 8 de Outubro de 1916 por um grupo de 56 amigos, a maioria descendente de italianos, Associação Atlética Floresta já completou mais de oito décadas de história. E foi comemorado com uma série de atividades especialmente promovidas para a ocasião, além de ter sido marcado pela modernização administrativa e pelo progresso de conceitos não menos modernos à sua programação de atividades. O Clube, testemunha viva da história de Osasco, surgiu das mesmas mãos que semearam o desenvolvimento da cidade, quando era apenas um distante bairro da capital paulista. Acompanhou a industrialização, viu surgir as primeiras ruas da cidade e lutou ativamente, na década de 50, por sua autonomia através de um movimento emancipacionista deflagrado em suas próprias dependências. Esta mobilização, que tinha como líderes membros tradicionais do rol florestano, culminou na grande vitória do "SIM", no plebiscito de 1962. Se lermos as primeiras atas do Clube teremos confirmado o absoluto comprometimento do Floresta com as coisas públicas ao longo de todos estes anos. Em 1918, por exemplo, dois anos após sua fundação, o Floresta abriu suas portas para atender a todas as vítimas da Gripe Espanhola. A construção da Igreja Matriz do Santo Antônio também com a ajuda do Clube, que reserva a arrecadação de diversos jogos esportivos de seu time de futebol de campo à obra. Recursos florestanos também foram destinados em 1932 aos órfãos de combatentes da Revolução do mesmo ano. Ligada aos interesses comunitários de forma geral, a família florestana sempre incentivou a aglutinação, tendo sido a matriz de entidades como o Lions Clube de Osasco, Rotary Clube de Osasco, Associação Comercial e industrial de Osasco e o Circolo Italiano di Osasco, dentre outros. Estes e muitos outros fatos históricos comprovam que o Clube faz parte do contexto comunitário do município e que jamais foi patrimônio apenas de seus associados.